Imagem Topo
Imagem Canais

Campo Grande, 18 de Novembro de 2017

sombra
Enquete
Após todos os acontecimentos envolvendo a Câmara Municipal de Campo Grande, qual será o índice de renovação em 2016.



Resultado da enquete



Acesse nossa comunidade no orkut

Acesse nossa página no facebbok
Lojas Maçonicas

23 de Outubro de 2015

BNDES pede falência da usina de Bumlai por dívida de R$ 300 milhões

campograndenews

 O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) pediu a falência da usina São Fernando em Dourados - distante 233 km de Campo Grande, pelo não pagamento de dívida que soma R$ 300 milhões. A usina de álcool pertence ao empresário José Carlos Bumlai e está em recuperação judicial desde 2013.

 

Reportagem de hoje do Valor Econômico, mostra que a atual dívida da São Fernando soma R$ 1,2 bilhão e que depois do BNDES, o Banco do Brasil é o segundo maior credor com dívida de R$ 82 milhões. Cabe a Justiça de Mato Grosso do Sul, mais especificamente o juiz Jonas Hass Silva Júnior da 5ª Vara Cível de Dourados, decidir sobre a falência.

 

A matéria afirma e o Campo Grande News confirmou, que a família Bumlai está tentando evitar a falência, com o argumento de que a usina ainda está operando e gerando cerca de 2 mil empregos em Dourados.

 

O sindicato Dos Trabalhadores Nas Industrias do Açúcar e Álcool de Dourados informou que o salário do pessoal está rigorosamente em dia, pago até o quinto dia útil. Sobre as 600 demissões que seriam feitas em outubro, o sindicato informou que até agora não ocorreram em massa como era o temor, apenas demissões isoladas - seis neste mês.

 

Especulação - Desde o início da semana, jornais nacionais têm informado que o empresário José Carlos Bumlai está a beira da falência. Ele é mencionado por delatores na operação Lava Jato como possível intermediário em licitação que desviou recursos da Petrobras.

 

Não só a usina de álcool passa por dificuldades, segundo o Valor a crise teria alcançado a criação de gado da família. Antes dona de 150 mil cabeças, hoje os Bumlai estariam com medo da metade disso. Além da investigação na Lava Jato, Bumlai é acusado de se beneficiar da amizade com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para interceder em negociações com empresas.
 


Voltar